Café - Informativo Coffee Break

Coffeebreak - O portal de notícias do café

14/11/2016 08:56:21

 

Preço da saca de café atinge recorde em novembro no Sul de Minas

 

 

O preço ainda oscila, mas as previsões apontam que o valor do café deve continuar agradando os produtores

Do G1 Sul de Minas

 

Produtores de café do Sul de Minas estão vivendo um momento histórico. A saca do grão chegou a ser vendida a quase R$600 no início de novembro, um valor recorde no mercado. Segundo especialistas, os produtores já venderam até agora mais que o esperado pro ano inteiro e exportadores acreditam na possibilidade de que o preço das vendas possam subir mais.

Em março de 2016, a saca do tipo seis bebida dura chegou a ser negociada a um preço médio de R$507. A última vez que a saca chegou a esse valor foi em 2011. A cotação continuou subindo e no dia 7 de novembro, a cotação foi histórica: R$561. Aumento no preço, aumento no volume das vendas também cresceram.

Fatores como preço do dólar, clima e o comportamento de todos os países que compram e vendem o grão influenciam no preço do produto. “Estamos olhando todas as variáveis que tem impacto no preço de café. Olhamos as bolsas de futuro de Nova Iorque, de São Paulo e outras bolsas, o nível de estoque em diferentes partes do mundo”, explica o negociador de café Adrian Moguel y Anza.

Em algumas corretoras da região, o crescimento das vendas chegou a 30%. “Nós vendemos café de bebida rio, mais caro que ao café de bebida dura no começo da safra, ou seja acima de R$500, eu não me lembro de isso ter acontecido num passado recente”, conta o corretor Felipe Alvarenga.

Venda antecipada e potencialidades

Para o exportador de café Edson Antônio Menegueli, este é um ano atípico. Ele explica que 15% da safra brasileira foi negociada antes mesmo de ser colhida. E que alguns produtores já venderam até agora mais que o esperado pro ano todo. “O produtor já vendeu até agora aproximadamente 55% do que ele colheu no ano”, conta.

O preço ainda oscila, mas as previsões apontam que o valor do café deve continuar agradando os produtores. Alvarenga afirma que ainda há a possibilidade de alta na saca do café. “Safra boa e preços bons, juntou o útil ao agradável, nós temo s que aproveitar o momento, mas café a gente fala que nunca dubiu tudo que tiha para subir, ainda existe a possibilidade alta”, diz.

 

 

 

 









 

PUBLICIDADE

 

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

 

Sabor Café

 

Receitas

colunas

 

Retrospectva

© 2010 Coffee Break. Todos os direitos reservados.