Café - Informativo Coffee Break

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

13/01/2012 17:57:17

 

Granizo causa prejuízo de 10 mil sacas de café em Itamogi

Sessenta e cinco pequenos produtores de Itamogi (sudoeste de Minas) ainda estão computando prejuízos provocados por uma chuva de granizo que durou 20 minutos, e que teve novas ocorrências nos últimos 30 dias, causando uma perda estimada de dez mil sacas de café e um prejuízo de R$ 5 milhões.

 

 

Sessenta e cinco pequenos produtores de Itamogi (sudoeste de Minas) ainda estão computando prejuízos provocados por uma chuva de granizo que durou 20 minutos, e que teve novas ocorrências nos últimos 30 dias, causando uma perda estimada de dez mil sacas de café e um prejuízo de R$ 5 milhões.

O produtor e agrônomo, Carlos Simoni Neto, é um deles. O temporal acabou com quase 80% de sua plantação, em parte da propriedade da família, a Fazenda Catingueiro. 

Depois dessa chuva, outras muito fortes não pararam mais de cair no município, causando perdas que chegam a um total de 10 mil sacas de café, em um montante de prejuízos na ordem de R$ 5 milhões para 65 pequenos produtores de Itamogi. O caso de Carlos, é apenas um deles, em Itamogi

A Fazenda Catingueiro possui 40 hectares de lavouras de café; em torno de 14 hectares estão comprometidos pela chuva de granizo. A expectativa era colher cerca de três mil sacas e agora deve haver uma perda de 500 sacas do produto. “Devo perder 200 mil reais por causa da chuva”, atesta o produtor Carlos.

“Fizemos todos os tratos necessários depois que o granizo varreu tudo, mas não vamos conseguir recuperar os prejuízos. Para recuperar essa lavoura, vamos gastar como se tivéssemos plantando uma nova”, disse o produtor, que deve ter alguma resposta positiva somente em 2014.

Esta não é a primeira vez que Carlos sofre com prejuízos causados pelo tempo. Em dezembro de 2005, a expectativa era a de colher quatro mil sacas de café, após também uma chuva de granizo, a colheita rendeu somente 1.700 sacas.

O otimismo tinha tomado conta do produtor que previa colher 50 sacas por hectare, devido aos cuidados minuciosos que tinha realizado em sua lavoura. Hoje ele conta que, após a ocorrência do granizo, prevê uma colheita de 10 a 12 sacas por hectare.

“Agora, o jeito é fazer a próxima colheita, e tomar a decisão se recepamos (cortar cada pé próximo ao chão) essa lavoura, ou analisar como será o seu brotamento lateral, pois notamos que a planta está realizando um esqueletamento natural”, disse o produtor.

Carlos descreve o dia da chuva como “20 minutos terríveis”. “Logo depois da tempestade eu e meu pai percorremos a lavoura para ver o estrago que tinha ocorrido. É catastrófico, desanimador. A gente trata, faz tudo o que tem que ser feito e quando a gente consegue o valor do café um pouco melhor, temos uma intempérie que ninguém espera, que não há nada que se possa fazer. Isso desanima bastantes, nós produtores”, lamenta Carlos Simoni Neto.

Assim como Carlos, os outros 64 produtores de café da cidade, contabilizam os prejuízos e, agora, pensam em o que fazer em um futuro próximo.

 

Cooparaiso

O gerente comercial da Cooperativa Regional dos Cafeicultores de São Sebastião do Paraíso (Cooparaiso), Rogério do Couto Rosa Araújo, visitou as áreas atingidas pela chuva de granizo e também pelas demais tempestades que caíram no município de Itamogi e disse que as perdas realmente foram grandes.

Ele disse que a Cooperativa, através de seu núcleo na cidade, já está providenciando assistência aos produtores que tiveram prejuízos. “Aconselhamos que o produtor que é atendido pelo Pronaf, que procure um técnico da Emater para fazer um laudo sobre os estragos na lavoura. Após isso, ele pode solicitar financiamento”, disse.

Rogério disse que os produtores que não são “pronafianos” também não ficarão sem assistência. “Aqueles produtores que não são atendidos pelo Pronaf podem pedir o laudo do corpo técnico da Cooparaiso e entrar em contato com o Banco do Brasil, porque o Funcafé possui recursos destinados a cobrir especificamente prejuízos causados por chuvas de granizo”, aconselhou o diretor da Cooperativa, ressaltando que todos os técnicos da Cooparaiso já estão em campo em Itamogi e região para dar toda a orientação aos produtores no sentido de recuperar suas lavouras.

 

Os números do prejuízo dos 65 produtores atingidos

1) Dos seis mil hectares de área de café produzindo no município, cerca de mil   hectares foram afetados nos últimos 30 dias, atingindo cerca de 17% da área em produção no município.

2)      Houve uma perda estimada de 10 mil sacas de café (são 1.000 hectares X 10 sacas por hectare).

3)      A previsão é de que o município iria colher cerca de 170 mil sacas nesta safra. As chuvas de granizo provocaram desta forma uma perda de 6% da produção, ou 10 mil sacas.

4)      65 pequenos produtores foram atingidos de forma significativa

5)      As chuvas de granizo afetaram fortemente a economia de Itamogi, com um prejuízo estimado de 5 milhões de reais, fora os prejuízos ainda não contabilizados que os produtores terão com novos gastos com os tratos culturais.

6)      90% do município têm sua economia baseada na lavoura cafeeira, formada integralmente por pequenos produtores.

 

Coffee Break

 

 

 

 

PUBLICIDADE

 

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

 

Sabor Café

 

Receitas

colunas

 

Retrospectva

© 2010 Coffee Break. Todos os direitos reservados.